^

topo

Público: Profissionais da Saúde e interessados no assunto em geral.
Horários: 9h às 18:30h

Local do curso: Arco Hotel Piracicaba - Av. Saldanha Marinho 1525 - 1525 / Auditório

Nutrição – Conhecer para transformar - Piracicaba SP

Entenda como a nutrição pode influenciar e ajudar na sua prática clínica

 

Vamos comer comida?
Pode parecer estranho uma pergunta como esta, mas chegamos a uma era em que um gesto tão simples e inato quanto o de alimentar-se virou sinônimo de angustias, dúvidas e confusões.
Não há o que sofisticarmos com conceitos bioquímicos e fisiológicos complexos. Há que lembrarmos que comida é o que a natureza nos deu como um dos pilares de sustentação da nossa existência. E que nosso corpo, enquanto um ser vivo constituído de trilhões de células que usam como matéria prima as substâncias presentes nos alimentos, precisa de comida e não coisas comestíveis cheias de alegações duvidosas.
Os alimentos que ingerimos interferem em nosso funcionamento celular e, consequentemente, em todo o funcionamento orgânico, incluindo a expressão dos genes modulando a forma como estes irão se comportar gerando ou não uma determinada doença.
Esta modulação depende das escolhas que fazemos: podemos ingerir alimentos de verdade com seus ricos nutrientes e nutracêuticos (substâncias protetoras presentes nos alimentos) fornecendo ao corpo exatamente o que ele precisa para encontrar seu equilíbrio ou podemos ingerir produtos industrializados cheios de aditivos alimentares inteiramente estranhos ao organismo humano (xenobióticos) trazendo como consequência um desequilíbrio no estado nutricional gerando inflamações e doenças.
A proposta é resgatar o simples em nossa vida alimentar. Se focarmos na complexidade seremos capazes de achar que algo cheio de coisas sintéticas e que vem em uma embalagem colorida pode ser mais importante do que ingerir uma simples fruta.
E assim vamos caindo na armadilha do consumismo, das ‘invenções de necessidades’ e das alegações mirabolantes de que tal produto é fundamental para você’ e esquecemos do essencial que é a vida que pulsa em nós e que clama por vida de verdade, não artificialismos!
Luciana Aye

Vamos comer comida?

Pode parecer estranho uma pergunta como esta, mas chegamos a uma era em que um gesto tão simples e inato quanto o de alimentar-se virou sinônimo de angustias, dúvidas e confusões.Não há o que sofisticarmos com conceitos bioquímicos e fisiológicos complexos. Há que lembrarmos que comida é o que a natureza nos deu como um dos pilares de sustentação da nossa existência. E que nosso corpo, enquanto um ser vivo constituído de trilhões de células que usam como matéria prima as substâncias presentes nos alimentos, precisa de comida e não coisas comestíveis cheias de alegações duvidosas.

Os alimentos que ingerimos interferem em nosso funcionamento celular e, consequentemente, em todo o funcionamento orgânico, incluindo a expressão dos genes modulando a forma como estes irão se comportar gerando ou não uma determinada doença.

Esta modulação depende das escolhas que fazemos: podemos ingerir alimentos de verdade com seus ricos nutrientes e nutracêuticos (substâncias protetoras presentes nos alimentos) fornecendo ao corpo exatamente o que ele precisa para encontrar seu equilíbrio ou podemos ingerir produtos industrializados cheios de aditivos alimentares inteiramente estranhos ao organismo humano (xenobióticos) trazendo como consequência um desequilíbrio no estado nutricional gerando inflamações e doenças.

A proposta é resgatar o simples em nossa vida alimentar. Se focarmos na complexidade seremos capazes de achar que algo cheio de coisas sintéticas e que vem em uma embalagem colorida pode ser mais importante do que ingerir uma simples fruta.

E assim vamos caindo na armadilha do consumismo, das ‘invenções de necessidades’ e das alegações mirabolantes de que tal produto é fundamental para você’ e esquecemos do essencial que é a vida que pulsa em nós e que clama por vida de verdade, não artificialismos!

Luciana Ayer

Programação

Relação Nutrição – Fisiologia celular
Alimentos como matéria prima para as funções celulares.
Nutrientes e Compostos bioativos
Consumo de xenobióticos e  fatores anti-nutricionais  – quais são e possíveis consequências

Estresse oxidativo
Radicais livres – vilão?
Modulação nutricional antioxidante

Sistema digestivo – o cérebro desconhecido
Digestão, absorção e metabolização nutricional
Microbiota – Probióticos e Prebióticos
Disbiose e alteração da permeabilidade intestinal

Nutrição e Imunologia
Alergias alimentares x Alergias alimentares tardias/Intolerâncias alimentares - Diferenciações; Tratamento 
Intolerâncias alimentares e Doenças Auto-imunes
Intolerâncias alimentares e Infecções de repetição

Alimentação e suas implicações em diversos metabolismos
- Sistema hepático
Detoxificação hepática
Medicamentos e Xenobióticos alimentares
- Metabolismo da Homocisteína
A homocisteína como um marcador importante de doenças cardiovasculares e neurológicas. Como a nutrição é capaz de modular este metabólito de forma simples e objetiva
- Perfil lipídico – colesterol, frações, trigliceridios - Genética? Provavelmente não!
- Sistema neuro-endócrino - Implicações do consumo das substâncias excitotóxicas
- Tireóide - A importância da presença de minerais essenciais para o funcionamento adequado da tireóide;  Implicações nutricionais na Tireoidite de Hashimoto.

A Nutrição na modulação dos processos inflamatórios
Substâncias alimentares pró- inflamatórias
Nutrição anti – inflamatória

Mitos em alimentação
Manteiga  x Margarina
Açúcar x  Adoçantes
Ovo x Colesterol
Vegetarianismo – sim ou não?

A utilização do conhecimento da Nutrição na prática clínica - Estudos de casos clínicos
Exemplos e casos de mais de 10 anos de trabalho em conjunto com o Fisioterapeuta e Osteopata André Chediek

Deixe seu comentário

2, 3, 4 de Setembro / 2016

Para pagamento à Vista

Detalhes do Ministrante

Luciana Ayer

Luciana Ayer

Especialista em Nutrição Clínica, Co-autora do livro "Nutrição cerebral" e Colaboradora do livro "O cérebro desconhecido"

..
veja mais sobre nosso palestrante.
Luciana Ayer

Luciana Ayer

Especialista em Nutrição Clínica, Co-autora do livro "Nutrição cerebral" e Colaboradora do livro "O cérebro desconhecido"