Textos, vídeos e etc...

Compartilhando conhecimento

Dando-lhe Voz ao Corpo

Texto elaborado por SIMONA CELLA e traduzido por NMGBR (fonte: ConcienciaBio)

" Eu sou seu corpo e eu falo o idioma arcaico da existência. É por isso que não sei mentir: não faz parte das minhas funções, porque não é útil para a sobrevivência... A verdade é que, há muitos anos, quando você ainda estava imerso na natureza, minha tarefa era muito mais simples. Meu idioma era familiar para você e você confiava em meus sentidos para reconhecer e manter longe de tudo o que poderia machucá-lo ou te aproximar de tudo que fosse agradável e prazeroso.

Meu objetivo sempre foi manter você em um equilíbrio homeostático.

A busca constante pelo equilíbrio requer uma adaptação contínua e flexível, assim como a vida. Eu vivo em simbiose com seu mundo perceptivo. Cada parte de mim, das células às bactérias, reage instantaneamente a tudo o que você está experimentando.

Você percebe o mundo através de mim e eu atuo em resposta com a sua colaboração
O problema é que na sua percepção, hoje há muito mais do que o necessário e a eficácia de um mecanismo perceptivo, que nasceu perfeito, se perdeu um pouco.

Estamos perdidos porque você esquece esse fato: você não se relaciona diretamente com o mundo, mas com uma imagem virtual do mundo , que você reconstrói com a memória.
Aí vai como funciona.

Eu, corpo, pego informações do mundo através dos meus canais sensoriais e envio-os como impulsos para o cérebro.

É por isso que o mundo externo não vem diretamente ao cérebro na forma de imagens, sons, gostos ou cheiros, mas como impulsos que o cérebro reinterpreta posteriormente na sensorialidade.

A outra tarefa do cérebro é "ativar" os órgãos do corpo: dar-lhes o impulso de funcionar, seja no seu comportamento fisiológico normal ou em casos especiais, que é quando é necessário lidar com eventos inesperados.

Com isso, você pode entender, que quem guia, seja o corpo ou o comportamento, é A IMAGEM VIRTUAL DO MUNDO RECONHECIDO PELO CÉREBRO .

É com base nesta imagem que interpretamos os eventos de nossa vida!
Em poucas palavras, EU - corpo - Eu sou guiado, automaticamente, pelo seu mundo virtual: você vê o filme da sua vida e eu já choro!

Seria um mecanismo perfeito se você se lembrasse de como trabalhamos!
Suas memórias, que têm características sensoriais, são os botões , os comandos que ativam instantaneamente um órgão... Não é aleatório, mas apenas aquela parte específica do corpo, que pode, biologicamente, "lidar" com a situação em que você imagina estar sozinho.

Eu, corpo, não faço distinções: sinto e atuo.

Este mecanismo de resposta automática foi muito funcional quando vivia na selva porque, no início, o mundo externo e sua representação interna eram congruentes entre eles, estavam em contato e você estava presente em tudo o que estava acontecendo. Hoje não é assim.

Estes dois mundos, hoje, ignoram a existência um do outro.
O fato é que para seu corpo não faz diferença, eu continuo respondendo a ambos os mundos com a mesma coerência e veemência vital.
... Eu entendo como verdadeiro, concreto e real. Tudo o que você organiza na tela da sua mente!

Esqueça a ideia de poder dominar com a vontade, não vivo lá, respondo a tudo o que você sente.

Ouça o que sente e você entenderá!

Se eu não me sinto inteligente, capaz, forte, nutrido, protegido - adicione todos os sentimentos que vêm à mente - simplesmente os manifesto.

Não sei esconder nem tenho o que provar. Minha essência é agir .

Eu falo com você, de você.
Se isso que expresso não lhe agrada, mude o rumo...


Você está sentado na sala de controle,
Somente você pode fazê-lo

Eu sou apenas sua pele, essa que responde ao que prova.

Siga-me, Eu quero viver!

Eu tenho um impulso inato para a vida, eu ajo constantemente a seu favor: não posso fazer mais nada, você sabe por quê?

Porque entre todos os diferentes níveis que o compõem - alma, espírito, energia - se as coisas ficam ruins ...
Eu sou o único que realmente tem algo a perder:
Eu sou a única parte de você que pode morrer,
Dissolver e deixar de existir em forma.


Por isso, eu sempre o coloco em alerta e atuo reparando o tecido com todo o ímpeto que sou capaz.
PORQUE QUERO VIVER!

Eu sou sua parte sensível, que ama essa dimensão, perfeita para celebrar a vida.

Tradução para o português por NMGBR


<< voltar