Textos, vídeos e etc...

Compartilhando conhecimento

Entendendo a Biocibernética Bucal

Nós humanos não trazemos um manual de instruções ao nascimento, no entanto, portamos um programa biológico que se revelará ao longo do caminho. Nos dias de hoje nosso afastamento da natureza nos colocou distante também de nós mesmos, por isso ouvimos tanto falar de “humanização” de procedimentos.

A artificialização de processos da vida cotidiana pressupõe o domínio do Humano sobre o natural, e o excesso de tecnologias  traz como conseqüência, muitas vezes, a impossibilidade de um florescimento pleno do programa. A harmonia está na integração entre a natureza e o Homem e entre o Homem e sua própria natureza.

Sabemos do sem número de obstáculos para uma vida naturalmente equilibrada numa cidade grande como a que vivemos, mas a natureza humana é humana sempre e em qualquer circunstância. Por isso, é possível criarmos estratégias para viver na “selva de pedra” sem  “perder o elo” com o que há de humano em nós.

A preservação e o favorecimento da plenitude de manifestação do programa biológico humano é uma tarefa que cabe a nós adultos que chegamos antes neste planeta e estamos aqui para amparar nossas crianças, afinal, elas são a esperança de que este mundo que criamos também possa ser reprogramado.

Este é um dos temas que pretendemos refletir neste encontro sob o “olhar” da Biocibernética Bucal.


Por: Mauricio de Sá Malfate - Professor do Curso de Biocibernética Bucal

www.bioaxis.com.br

<< voltar